Servidores públicos do GDF podem se inscrever para o programa Morar Bem

 Servidores públicos do GDF podem se inscrever para o programa Morar Bem

As inscrições vão até 15 de novembro no site da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab)

Servidores do Governo do Distrito Federal (GDF) e os demais cidadãos interessados com renda de até 12 salários mínimos têm até 15 de novembro para realizar inscrição no programa Morar Bem.

O formulário, disponível no site da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (Codhab), é composto por informações básicas do titular (identificação, renda, contato e endereço) e dados de dependentes, se houver. A emissão do comprovante de inscrição poderá ser feita a qualquer momento no site da companhia.

O Morar Bem é aberto aos cidadãos que não participam de programa habitacional ou nunca tiveram cadastro na lista da Codhab.

Interessados deem apresentar renda de até 12 salários mínimosRafaela Felicciano/Metrópoles

Habitações dadas pelo GDF

As inscrições vão até 15 de novembroDivulgação/Codhab-DF

Casas Minha Casa Minha Vida no Sol Nascente + pessoas

Os interessados devem preencher os dados no site oficial da companhia Gabriel Jabur/Agência Brasília

O Morar Bem, vinculado ao programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, é voltado para famílias com renda bruta de até 12 salários mínimos. O objetivo é tornar a política habitacional mais democrática e assegurar o direito à moradia, principalmente às faixas da população de baixa renda.

“A política habitacional é uma das mais importantes na gestão pública, porque garante dignidade às famílias, e não podíamos deixar de contemplar, também, as famílias dos servidores públicos”, destaca o secretário de Economia, André Clemente. “O compromisso desta gestão é tornar a política habitacional mais democrática”, reforça o presidente da Codhab, Wellington Luiz.

Veja os critérios:

Para se inscrever, é preciso cumprir os seguintes requisitos:

  • Ter maioridade ou ser emancipado na forma da lei
  • Residir no Distrito Federal nos últimos cinco anos
  • Não ser nem ter sido proprietário, promitente comprador ou cessionário de imóvel no DF
  • Não ser beneficiado em outro programa habitacional no Distrito Federal
  • ter renda familiar de até 12 salários mínimos

Confira, abaixo, os critérios de classificação/pontuação:

  • Tempo de residência no Distrito Federal: 4 mil pontos distribuídos de forma diretamente proporcional ao tempo apurado com base nos dados cadastrais
  • Tempo de inscrição no Cadastro da Habitação: 1.500 pontos diretamente proporcionais ao tempo apurado com base nos dados cadastrais
  • Número de dependentes: 500 pontos para cada dependente, computando o máximo de 2.500 pontos
  • Grupo familiar com condições especiais: pessoas com deficiência ou pessoas com mais de 60 anos computam 1.500 pontos
  • Renda familiar mensal bruta per capita: 500 pontos distribuídos de forma inversamente proporcional ao valor da renda mensal bruta per capita apurada com base nos dados cadastrais

Quem pode ser dependente?

  • Cônjuge, companheiro (a), inclusive em relações homoafetivas, desde que caracterizada a união estável
  • Filhos (as) ou enteados (as) de até 24 anos, desde que estejam cursando ensino superior e com a devida comprovação
  • Menores de 18 anos que o candidato crie e eduque e dos quais detenha a guarda judicial
  • Irmãos, netos, bisnetos, desde que sob guarda judicial do candidato
  • Pessoa incapaz cuidada pelo tutor ou curador

Com informações da Agência Brasília.

Fonte: Metrópoles

Alex Ramalho